Há pouco mais de um século, o físico Albert Einstein, até então desconhecido pela humanidade, formulou algumas teorias que alteraram completamente a forma como enxergamos o mundo pelas leis da Física. Uma delas, a teoria da Relatividade Especial, explica que há possibilidade de viagens no tempo tendo como condição principal uma velocidade elevada de deslocamento, já que o tempo passa mais devagar quando se está a uma velocidade próxima à da luz. Exemplificando tal teoria, se há dois irmãos gêmeos e um deles decide fazer uma viagem para algum local fora da Terra em uma espaçonave ultrarrápida e depois retorna, encontrará seu irmão, que ficou na Terra, muito mais velho que ele (Paradoxo dos Gêmeos). Na teoria, esta viagem é possível, porém, para torná-la uma realidade, dependemos do desenvolvimento de tecnologias ainda inexistentes que nos permitam, entre outras coisas, desenvolver uma velocidade próxima a 299.000 Km/s.

Fazendo um paralelo a esta teoria, tomamos como exemplo alguns condutores de veículos automotores que tentam, na prática, comprová-la no presente, agindo como grandes conhecedores de Física e seguidores de Einstein, tentando a todo instante provar a sua “teoria pessoal da relatividade” em nossas rodovias, desenvolvendo velocidades cada vez mais excessivas em suas naves, digo, veículos, como se quisessem avançar no tempo, e retornar “rejuvenescidos”. Na realidade, porém, ocorre o contrário: Você já imaginou quanto estresse e fadiga são gerados quando estamos dirigindo? Ainda mais quando inserimos velocidades incompatíveis com a segurança viária. Por isto, envelhecemos! Pior ainda: A insegurança proporcionada é tanta que já poderíamos pular todas as etapas de nossa vida em segundos até o ponto de nossa inexistência, consequência dos acidentes graves causados por simples imprudência. 

Einstein disse certa vez que há apenas duas coisas que podem ser infinitas: o Universo e a estupidez humana. E ele confessou, não tinha certeza sobre o Universo. Já a estupidez humana...

Esta “estupidez”, aqui representada pelo excesso de velocidade empregado no trânsito por condutores irresponsáveis, é um dos maiores causadores de mortes nas rodovias federais brasileiras. Segundo o estudo desenvolvido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), com a colaboração da Polícia Rodoviária Federal, denominado “Acidentes de Trânsito nas Rodovias Federais Brasileiras: Caracterização, tendências e custos para a sociedade”, os acidentes nestas rodovias causaram 8.227 mortes no ano de 2014, com cerca de 100.000 feridos, ou seja, 4% dos acidentes apresentaram vítimas fatais e 37%, feridos. Aproximadamente 23% das mortes foram causadas por excesso de velocidade ou ultrapassagem indevida, sendo que, especificamente, 13% dos acidentes com mortes foram causados por excesso de velocidade, podendo este número ser ainda maior devido ao fato de que em muitos acidentes não se consegue identificar claramente as causas.

Atualmente, além de contar com o bom senso dos nossos motoristas, a PRF e outros órgãos governamentais e não governamentais tentam conscientizá-los através de palestras e campanhas educativas da importância de se respeitar os limites de velocidade. Entretanto, muitos cidadãos consideram este trabalho desenvolvido tão tedioso quanto à leitura inicial deste artigo. E quando campanhas de conscientização não surtem o efeito desejado no indivíduo, resta a punição, que tem por premissa preservar a vida humana, inclusive a do infrator. Desta forma, a utilização de medidores de velocidade faz-se necessário, não como fim arrecadatório, comumente defendido pelos “falsos discípulos” de Einstein, mas como um “freio auxiliar” do veículo, aplicado pelo Estado, quando o pé direito do condutor teima em pressionar somente o pedal do acelerador. No Brasil, este "freio" está inserido no Código de Trânsito, com multas que podem chegar a R$ 574,62 e ocasionar, inclusive, a suspensão da carteira.

Às vezes, entretanto, nem mesmo a possibilidade de punição consegue conscientizar alguns condutores, pois a única certeza para estes cidadãos resume-se a uma palavra deste texto: “TEMPO”, ou melhor, a falta dele. Na verdade, hoje, não o temos mais, ou não nos damos o luxo de tê-lo, pois estamos sempre “correndo”, literalmente. No final, o tempo nos controla, quando deveria ser o oposto, e não necessitaríamos expor nossa vida à pressa do dia a dia. Traduzido aqui no excesso de velocidade em veículos automotores, por que não controlamos o tempo programando-nos para iniciar uma viagem um pouco mais cedo? Cabe a cada um a resposta! 

Por tudo isso, pode-se concluir que o tempo é relativo na Física, mas absoluto na sua influência em nossas vidas. E assim mantemos a nossa “estupidez humana” sendo controlados por ele, acelerando a cada dia o nosso processo de envelhecimento, tornando-o cada vez mais curto, e, finalmente, contrariando as teorias de Albert Einstein. 

Luiz Andre Pereira Costa
Policial Rodoviário Federal
Ms. Eng. Mecânico e Produção/UFSM

One Response so far.

  1. Parabens, bem colocado sua tese em pauta, esperamos que muitos tomem consciencia e tornem nosso transito melhor. Abraço

Leitores no Site

Seguir por email

O Blog no Facebook

Rafael Nemitz Eventos

Rafael Nemitz Eventos

Advocacia Bianca Piveta/Santiago-RS

Advocacia Bianca Piveta/Santiago-RS

Médico Rafael Cruz - Clínico Geral!

Médico Rafael Cruz - Clínico Geral!

Usina da Fumaça em Santiago

Usina da Fumaça em Santiago

Guia Telefônico de Santiago

Guia Telefônico de Santiago

Brinquedos para Festas Infantis

Brinquedos para Festas Infantis

Fasp Art Alimentos, Buffet e Decoração

Fasp Art Alimentos, Buffet e Decoração

Tele-entrega e Moto-táxi em Santiago

Tele-entrega e Moto-táxi em Santiago
Presta serviços ao Blog. Recomendo!

O Blog Recomenda: Ford Superauto de Santiago

O Blog Recomenda: Ford Superauto de Santiago

Madalosso Gás e Água

Grupo Batista

Grupo Batista
Compartilhando ideias. Conectando soluções.

O Blog Recomenda: Center Cópias

O Blog Recomenda: Center Cópias

Previne Cursos e Treinamentos

Previne Cursos e Treinamentos

KL Copos Personalizados em Santiago!

KL Copos Personalizados em Santiago!

Xeque Mate Monitoramento e Segurança

Xeque Mate Monitoramento e Segurança

Oftalmologista Leonardo Machado

Oftalmologista Leonardo Machado

Farmácia Agafarma em Santiago!

Farmácia Agafarma em Santiago!

Clínica de Odontologia

Lopes Segurança e Prestação de Serviços

Lopes Segurança e Prestação de Serviços

Um cardápio diferente em Santiago!

Um cardápio diferente em Santiago!

Agri Doce Restaurante e Grill

Agri Doce Restaurante e Grill

Pague menos no seu lanche com Delivery In Box

Pague menos no seu lanche com Delivery In Box
CLIQUE NA IMAGEM PARA IR ATÉ O SITE

Culinária Japonesa em Santiago

Culinária Japonesa em Santiago
Cardápio disponível ao CLICAR NO ANÚNCIO!

Mestre Mania Viandas!

Mestre Mania Viandas!

Xis Mania: Sabores salgados e doces!

Xis Mania: Sabores salgados e doces!

Internet de qualidade é SANTIAGONET!

Internet de qualidade é SANTIAGONET!

Livraria e Café Inove

Livraria e Café Inove

Net Sul - Internet em Santiago!

Net Sul - Internet em Santiago!

Deon Autolocadora: Carros novos para aluguel

Deon Autolocadora: Carros novos para aluguel

Espaço Vídeo Locadora!

Espaço Vídeo Locadora!
Muitos lançamentos a sua espera!

Fruteira Cia das Frutas!

Fruteira Cia das Frutas!
Pinheiro Machado abaixo do Banco do Brasil

Contabilidade de Qualidade!

Contabilidade de Qualidade!

Advocacia de Qualidade!

Advocacia de Qualidade!

Gráfica Universo em Santiago!

Gráfica Universo em Santiago!

O Blog Recomenda!

O Blog Recomenda!
Atende toda região!

Odontologia: Ela cuida do meu sorriso!

Odontologia: Ela cuida do meu sorriso!

Mais Lidos da semana

Mais lidas nos últimos 30 dias