Fevereiro Roxo, um alerta aos sintomas: Fibromialgia Postado sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021 ás 21:00

O “Fevereiro Roxo”, assim como outras iniciativas, é uma campanha de conscientização sobre 3 doenças: o Lúpus, a Fibromialgia e a Doença de Alzheimer. Nestas campanhas, o objetivo é alertar sobre os sintomas destas doenças de forma a estimular a procura por auxílio médico em fases mais precoces para permitir que o tratamento seja logo instituído quando necessário.

A matéria dessa sexta-feira foi produzida pela Clínica Life e o médico reumatologista Dr. Manuel Rocha Crossetti, com exclusividade para o Blog Rafael Nemitz. O tema será a Fibromialgia, doença que caracteriza-se por dor crônica em vários pontos do corpo, especialmente nos tendões e nas articulações.


Fibromialgia caracteriza-se por dor crônica que migra por vários pontos do corpo e se manifesta especialmente nos tendões e nas articulações. Trata-se de uma patologia relacionada com o funcionamento do sistema nervoso central e o mecanismo de supressão da dor que atinge, em 90% dos casos, mulheres entre 35 e 50 anos, mas também pode ocorrer em crianças, adolescentes e idosos.

A causa específica da doença é desconhecida. Sabe-se, porém, que os níveis de serotonina são mais baixos nos portadores e que desequilíbrios hormonais, tensão e estresse podem estar envolvidos em seu aparecimento.

Sintomas da fibromialgia

- Dor generalizada e recidivante;

- Fadiga;

- Falta de disposição e energia;

- Alterações do sono que é pouco reparador;

- Síndrome do cólon irritável;

- Sensibilidade durante a micção;

- Cefaleia;

- Distúrbios emocionais e psicológicos.

Diagnóstico da fibromialgia

Os critérios de diagnóstico da fibromialgia são:

A) Dor por mais de três meses em todo o corpo;

B) Presença de pontos dolorosos na musculatura (11 pontos, de 18 que estão pré-estabelecidos).

Deve-se salientar que muitas vezes, mesmo que os pacientes não apresentem todos os pontos, o diagnóstico da doença é feito e o tratamento iniciado.

Estes critérios são alvo de inúmeras críticas, pois não avaliam sintomas importantes e muito frequentes, como a alteração do sono e fadiga.

Ainda não existem exames laboratoriais complementares que possam orientar o diagnóstico. Quando são feitos, o intuito não é identificar a doença, e sim descartar outras condições que podem provocar sintomas semelhantes.

Tratamento da fibromialgia

O tratamento da enfermidade exige cuidados multidisciplinares. No entanto, têm-se mostrado eficaz para o controle da doença:

- Uso de analgésicos e anti-inflamatórios associados a antidepressivos tricíclicos;

- Atividade física regular ajuda contra as dores da fibromialgia;

- Acompanhamento psicológico e emocional;

- Massagens e acupuntura. 

Recomendações para quem tem fibromialgia

- Siga corretamente a medicação prescrita pelo seu médico;

- Evite carregar pesos;

- Fuja de situações que aumentem o nível de estresse;

- Elimine tudo o que possa perturbar seu sono como luz, barulho, colchão incômodo, temperatura desagradável;

- Procure posições confortáveis quando for permanecer sentado por muito tempo;

- Mantenha um programa regular de exercícios físicos. Pode parecer contra a intuição, mas o movimento regular ajuda a prevenir crises de dor;

- Considere a possibilidade de buscar ajuda psicológica; muitas vezes, quem tem fibromialgia é desacreditado por parentes e até por profissionais, o que pode abalar a saúde mental e agravar o quadro.

Perguntas frequentes sobre fibromialgia

É normal sentir tanto cansaço?

Sim. Embora a dor seja mais conhecida, a fadiga é um dos sintomas principais. O indivíduo já acorda de manhã muito cansado, o que piora durante o dia e, apesar de descansar, o cansaço não melhora. Se esse quadro persistir durante 3 meses, é importante procurar um reumatologista, que saberá ajustar o tratamento.

Por que atinge mais mulheres?

De cada 10 pacientes com fibromialgia, 7 a 9 são mulheres. Não parece haver uma relação com hormônios, pois a fibromialgia afeta as mulheres tanto antes quanto depois da menopausa. Ainda não se conhece a razão dessa diferença.

Em qual período do dia as dores aparecem mais?

O paciente sente mais dor no final do dia. A dor é referida como muito sensível ao toque e mais forte ao redor das articulações. Muitos pacientes não toleram nem ser. Diferentemente das artrites, a fibromialgia não provoca inchaço das articulações, pois a origem da dor não é uma inflamação local.


Dr. Manuel Rocha Crossetti (CRM:36.807).
Graduado em Medicina pela UFSM, especialista em Reumatologia e mestre em Medicina Interna pela UFRJ. É o responsável pelo Centro de Reumatologia de Santa Maria, com um currículo repleto de inúmeras especializações, participa de congressos internacionais de reumatologia na Europa e nos Estados Unidos.

Leitores no Site

Seguir por email

Siga o Blog no Facebook!

SUPERA Santiago

Guia Santiago!

CLIQUE AQUI e pague o IPTU 2021!

A Top Car agora é PAMPEIRO!

A Top Car agora é PAMPEIRO!

Curso Hábilis 100% Virtual

Curso Hábilis 100% Virtual

Damian Center Lar

Florybal Santiago

Florybal Santiago

Alfa Dog Center

Alfa Dog Center

Psicólogo Vilson Salbego

Psicólogo Vilson Salbego

Kayo e Jana Fotografia

Advocacia de Qualidade!

Advocacia de Qualidade!

Ucha Leilões!

Sorrifácil Santiago

CDA Auto Peças e Auto Center

CDA Auto Peças e Auto Center

Tecnologia a disposição da Agricultura

Tecnologia a disposição da Agricultura

Churrascaria Prodócimo

Churrascaria Prodócimo

Culinária Japonesa em Santiago

Culinária Japonesa em Santiago
Cardápio disponível ao CLICAR NO ANÚNCIO!

Imembuí Microfinanças

Odontocompany Santiago

Novidade Médica em Santiago

Novidade Médica em Santiago

Clínica Life!

Clínica Life!

Vida Sonora em novo endereço!

Vida Sonora em novo endereço!

Xeque Mate Monitoramento e Segurança

Xeque Mate Monitoramento e Segurança

Madalosso Gás e Água

Fasp Art Alimentos, Buffet e Decoração

Fasp Art Alimentos, Buffet e Decoração

Previne Cursos e Treinamentos

Previne Cursos e Treinamentos

Escológica Educação Infantil

Escológica Educação Infantil

Mais Lidos da semana

Mais lidas nos últimos 30 dias