Pré-campanha: o que o candidato pode e não pode fazer Postado domingo, 30 de agosto de 2020 ás 23:17

Em 2020, com a promulgação da Emenda Constitucional nº 107, a propaganda eleitoral está autorizada a partir do dia 27 de setembro. 

Antes desta data, o pré-candidato precisa ter muito cuidado ao divulgar suas pretensões políticas, sob o risco de ser caracterizada a propaganda eleitoral antecipada.


A propaganda intrapartidária, destinada exclusivamente aos convencionais, é autorizada durante as prévias e na quinzena anterior à escolha em convenção, sendo possível, inclusive, a afixação de faixas e cartazes em local próximo do evento, que devem ser imediatamente retirados após a respectiva convenção.

No entanto, quando o pré-candidato se dirigir à sociedade, seu eleitorado, deve tomar muito cuidado, pois algumas atitudes são vedadas.

É autorizada a menção à pretensa candidatura, a exaltação das qualidades pessoais, bem como a participação de uma série de atos, como entrevistas, programas, encontros ou debates na rádio, na televisão e na internet, entre outras possibilidades que estão relacionadas no artigo 3º da Resolução nº 23.610 do TSE, e que são de leitura essencial aos candidatos.

O pré-candidato pode expor suas plataformas e projetos, manifestar os interesses e os ideais que defende, mas é vedado o pedido explícito de voto.

O objetivo desta vedação é evitar a captação antecipada de votos, o que poderia desequilibrar a disputa eleitoral, ferir a igualdade de chances entre os concorrentes e comprometer a própria higidez do pleito. Desta forma, se a mensagem publicada pelo pré-candidato não contém pedido explícito de voto, e não desequilibra a disputa eleitoral, consiste em forma legítima de manifestar seu pensamento dentro dos limites tolerados pelas regras do jogo democrático. 

A penalidade, quando caracterizada a propaganda eleitoral antecipada, é de R$ 5.000,00 a R$ 25.000,00, ou o equivalente ao custo da propaganda, se este for maior. 

Esta multa pode ser aplicada tanto ao responsável pela divulgação da propaganda como pelo beneficiário final, quando comprovado o seu prévio conhecimento.

Desta forma, observa-se que, neste momento, os pré-candidatos precisam tomar muito cuidado com as palavras utilizadas na divulgação de suas pretensões políticas, sendo essencial a realização de leitura atenta da legislação eleitoral.

Leitores no Site

O Blog no Facebook

Blog Rafael Nemitz no Youtube

Whats da Vigilância (Coronavírus)

Whats da Vigilância (Coronavírus)

CoronaWhats em Santiago!

CoronaWhats em Santiago!

Farmácia Básica por WhatsApp

Farmácia Básica por WhatsApp

Seguir por email

Vereador Eleito - Gestão 2017-2020

Vereador Eleito - Gestão 2017-2020

Rafael Nemitz Eventos

Rafael Nemitz Eventos

Kayo e Jana Fotografia

Advocacia de Qualidade!

Advocacia de Qualidade!

UNICRED Santiago

UNICRED Santiago

CDA Auto Peças e Auto Center

CDA Auto Peças e Auto Center

Tecnologia a disposição da Agricultura

Tecnologia a disposição da Agricultura

Novidade em Santiago!

Novidade em Santiago!

Basic Store em novo endereço!

Basic Store em novo endereço!

Churrascaria Prodócimo

Churrascaria Prodócimo

Culinária Japonesa em Santiago

Culinária Japonesa em Santiago
Cardápio disponível ao CLICAR NO ANÚNCIO!

Imembuí Microfinanças

Novidade Médica em Santiago

Novidade Médica em Santiago

Clínica Life!

Clínica Life!

Vida Sonora em novo endereço!

Vida Sonora em novo endereço!

Xeque Mate Monitoramento e Segurança

Xeque Mate Monitoramento e Segurança

Farmácia Agafarma em Santiago!

Farmácia Agafarma em Santiago!

Sorrifácil Santiago

Madalosso Gás e Água

Fasp Art Alimentos, Buffet e Decoração

Fasp Art Alimentos, Buffet e Decoração

Previne Cursos e Treinamentos

Previne Cursos e Treinamentos

Escológica Educação Infantil

Escológica Educação Infantil

Mais Lidos da semana

Mais lidas nos últimos 30 dias