Carta de uma mãe a um motorista Postado quarta-feira, 24 de março de 2010 ás 00:07

Ei, você, motorista da caminhonete preta adesivada no vidro traseiro, que circulava, no domingo, por volta das 19h30min na BR-158, perto do distrito de Val de Serra, em Júlio de Castilhos…Essa mensagem é pra você.
Ei, você, motorista da caminhonete preta, como tem coragem de andar nessa velocidade, principalmente à noite?
Ei, você, motorista da caminhonete preta, o que tinha na cabeça quando não tirou o pé do acelerador para esperar que o carro, que vinha na velocidade contrária, passasse?
Ei, você, motorista da caminhonete preta, por favor, responda-me: como foi capaz de ultrapassar-nos pelo acostamento, sem sequer diminuir a velocidade?
Ei, você, motorista da caminhonete preta, diga a mim, a meu marido, ao meu guri de 4 anos e aos demais motoristas que estiveram no seu caminho, por que foi tão imprudente a ponto de colocar tantas vidas em risco?
Ei, você, motorista da caminhonete preta, você percebeu que logo ali à frente, talvez não mais do que 2 quilômetros, no mesmo acostamento que usou para nos ultrapassar, caminhava uma família inteira. Pai, mãe com filho no colo e mais duas ou três crianças? Você viu?
Ei, você, motorista da caminhonete preta, passou pela sua cabeça que poderia ter feito um “boliche” mortal com aquela família inteira?
Ei, você, motorista da caminhonete preta, não tem filho? Não tem mãe? Não ama ninguém? Nem a si mesmo?
Ei, você, motorista da caminhonete preta, confesso que, no primeiro momento, tive muita raiva. E a vontade era acelerar mais e anotar a placa, para telefonar à Polícia Rodoviária Federal mais à frente e tentar descobrir todas as respostas para as perguntas acima… Mas confesso que simplesmente não conseguimos coragem suficiente para lhe alcançar aos 130 km/h ou 140 km/h. Nós prezamos nossa vida e, principalmente, a vida do nosso filho…
Ei, você, motorista da caminhonete preta, diga que tinha um motivo muito forte pra fazer tudo aquilo… Que trazia um filho no banco traseiro prestes a morrer e que precisava de assistência médica… Que trazia uma mãe em trabalho de parto para o hospital… Que tinha um argumento muito forte para burlar o trânsito dessa forma tão brutal… E que esqueceu de ligar o pisca-alerta para dar algum indicativo que alguma coisa não estava bem…
Ei, você, motorista da caminhonete preta, não diga nada, por favor. Apenas pense. Pelas vidas que você poderia ter levado embora, faça esse exercício… Você consegue pensar?
Ei, você, motorista da caminhonete preta, pense na sua mãe, atendendo ao telefone. Um policial informa que seu filho matou pai, filho e mais três crianças, que caminhavam no acostamento naquele início de noite… Consegue imaginar a dor da sua mãe? Consegue? Consegue imaginar como você olharia novamente nos olhos do seu filho? Consegue imaginar como faria para viver dali pra frente?
Ei, você, motorista da caminhonete preta, eu nem estou pedindo para que pense naquela família, que poderia nem mais existir hoje… Menos de 2 quilômetros a salvaram de um cenário trágico de cinco ou seis caixões enfileirados…
Ei, você, motorista da caminhonete preta, saiba que evitaremos viagens à noite a partir de agora… Se as insanidades já são praticadas à luz do dia, à noite, elas parecem ainda mais graves e perigosas. E você pode voltar a nos encontrar pelo caminho…
Ei, você, motorista da caminhonete preta, talvez você nunca tome conhecimento dessa mãe perplexa com o seu comportamento no trânsito… Mas não faz mal…
Se um único motorista nesse mundo parar um só minuto para pensar em como está colaborando para tornar o trânsito uma guerra - a mais mortal de todas - já fico conformada e com a certeza que, se aquele motorista da caminhonete preta cruzou no meu caminho, é porque não era apenas para eu ficar indignada… Era para eu agir, de alguma forma…
Ei, você, motorista da caminhonete preta, zele pela sua vida. Mas se ainda não for capaz disso, faça isso em nome dos seus filhos. Em nome dos seus pais. Ou, simplesmente, em seu próprio nome. Que Deus tenha misericórdia de ti e dos que cruzam pelo seu caminho. E que lhe acompanhe na direção.
Publicado no blog Meu Filho/Clic RBS.

Siga o Blog no Facebook!

APP de Mobilidade Urbana 287 Driver

APP de Mobilidade Urbana 287 Driver

Rádio Nova Pauta

NPExpresso: Portal de Notícias e Jornal Impresso!

Ribeiro Filho Advocacia e Consultoria

Ribeiro Filho Advocacia e Consultoria
AGORA EM NOVO ENDEREÇO!

CLICK ACESSÓRIOS em Santiago!

Especialista em Direito de Família!

Giraffas Santiago

Eletroos Engenharia e Energia Solar!

Damian Center Lar

Compre no Damian sem sair de casa!

Restaurante Cantina Damian!

Designer Gráfico Grabriel Bueno

Rotero Produtora: Fotografia e Vídeo!

Rotero Produtora: Fotografia e Vídeo!

Darlan Ferrari Fotografia

Darlan Ferrari Fotografia

A melhor sonorização de Santiago e região!

A melhor sonorização de Santiago e região!
Fone/Whats (55) 9.9664-4188

Florybal Santiago

Florybal Santiago

Clínica Life!

Clínica Life!

Coloproctologia e Colonoscopia em Santiago!

Coloproctologia e Colonoscopia em Santiago!

A Top Car agora é PAMPEIRO!

3e Gestão de Pessoas

Culinária Japonesa em Santiago

Culinária Japonesa em Santiago
Cardápio disponível ao CLICAR NO ANÚNCIO!

Delícias santiaguenses: Pão de Forma!

Delícias santiaguenses: Pão de Forma!

Xeque Mate Monitoramento e Segurança

Xeque Mate Monitoramento e Segurança

Mais Lidos da semana

Mais lidas nos últimos 30 dias