Afirmação foi feita nesta quarta (15), dia em que o presidente também admitiu dificuldade em trocar chefe da estatal


Sem apresentar detalhes, o presidente Jair Bolsonaro afirmou, nesta quarta-feira (15), que a Petrobras prepara um novo aumento no preço dos combustíveis no país. Ele também admitiu que tem dificuldades para fazer a troca no comando da estatal.

"Eu não tenho comandamento sobre a Petrobras. A Petrobras está dando dica que quer aumentar de novo. Não interessa quanto seja, já está um absurdo o preço dos combustíveis lá na refinaria", disse o presidente durante entrevista à jornalista Leda Nagle.

Emissários do governo se reuniram na noite da última segunda-feira (13) com a diretoria da Petrobras para tentar impedir o aumento de combustíveis que a estatal planeja anunciar ainda nesta semana. A ideia é reajustar o preço da gasolina em 9% e o do diesel em 11% como forma de amenizar a defasagem de valores entre o mercado interno e o mercado internacional.

O governo teme que o aumento anule os esforços para aprovação de projeto no Congresso que limita o teto do ICMS em 17% para uma série de itens, entre eles, os combustíveis. Bolsonaro é crítico da política adotada pela Petrobras, a Preços de Paridade Internacional (PPI), que faz com que o preço da gasolina, do etanol e do diesel acompanhe a variação do valor do barril de petróleo no mercado internacional.

Comando da Petrobras

Com relação à dificuldade de trocar o presidente da estatal, Bolsonaro afirmou que "nós somos os acionistas que têm o maior número de papéis, mas não temos o poder de mudar rapidamente". E acrescentou: "Estamos há um mês tentando trocar o presidente da Petrobras e não conseguimos. Não resolveu. Agora pode ter certeza que você vai descobrindo as coisas com o tempo, e vai ser resolvida a questão dos combustíveis", disse na entrevista.

No final do mês passado, Bolsonaro informou que o químico José Mauro Ferreira Coelho, empossado há 40 dias, foi demitido do cargo de presidente da Petrobras. Caio Mario Paes de Andrade, do Ministério da Economia, foi indicado para substituí-lo. A mudança na estatal, porém, pode levar até 60 dias por causa das regras internas.

Coelho tomou posse como presidente da Petrobras no dia 14 de abril — o químico foi o terceiro a ocupar o posto na estatal durante o governo Bolsonaro, depois de Joaquim Silva e Luna e Roberto Castello Branco. O químico deixou o comando da estatal pelos mesmos motivos que seus antecessores: os reajustes feitos no preço dos combustíveis, que têm incomodado Bolsonaro no ano em que busca a reeleição.

Com informações do Portal R7 e do Correio do Povo e foto de José Dias/PR/CP.

Siga o Blog no Facebook!

A melhor sonorização de Santiago e região!

A melhor sonorização de Santiago e região!
Fone/Whats (55) 9.9664-4188

Advocacia de Qualidade!

Advocacia de Qualidade!

Frango do Potchê Santiago!

Frango do Potchê Santiago!
Peça No Delivery In Box ou WhatsApp (55) 9689-8228

Florybal Santiago

Florybal Santiago

Restaurante Cantina Damian!

Damian Center Lar

Compre no Damian sem sair de casa!

Arroz Saboroso é mais sabor na sua mesa!

Arroz Saboroso é mais sabor na sua mesa!

Chilli Beans no Calçadão de Santiago!

Ucha Leilões!

Prioridade 10: Tito Beccon (Centro de Santiago)

Filtro de ar Esterilix!

Filtro de ar Esterilix!

Sorrifácil Santiago

Registre Sua Marca!

BEAGÁ Aulas Particulares!

Alfa Dog Center

Alfa Dog Center

Saborosa novidade em Santiago!

Saborosa novidade em Santiago!

A Top Car agora é PAMPEIRO!

Zequinha Galetos, Costela e Maionese

Zequinha Galetos, Costela e Maionese

3e Gestão de Pessoas

Churrascaria Prodócimo

Churrascaria Prodócimo

Culinária Japonesa em Santiago

Culinária Japonesa em Santiago
Cardápio disponível ao CLICAR NO ANÚNCIO!

Novidade Médica em Santiago

Novidade Médica em Santiago

Clínica Life!

Clínica Life!

Xeque Mate Monitoramento e Segurança

Xeque Mate Monitoramento e Segurança

Previne Cursos e Treinamentos

Previne Cursos e Treinamentos

Imembuí Microfinanças

Guia Santiago!

Mais Lidos da semana

Mais lidas nos últimos 30 dias