Repercutiu neste domingo, 04, em toda à imprensa, a informação de que um homem, foragido da Justiça, confessou ter sido pago para assinar o jovem Gabriel Marques Cavalheiro, de 18 anos, em São Gabriel. Elton Luis Rossato Gabi, de 59 anos, ao ser preso em decorrência de mandado de prisão criminal em aberto, disse aos policiais militares que "mata por dinheiro" e que já havia matado 20 pessoas. Ainda, segundo ele, conforme ocorrência registrada neste sábado, 03, na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento de Santa Maria, um homem e uma mulher seriam os mandatos do crime.

"No momento da abordagem o foragido relatou que tinha uma informação muito importante, afirmando que 'mata por dinheiro', e que seria autor de mais de 20 homicídios, e que, inclusive, solicitaram seus serviços para matar o menino de São Gabriel. Disse que teria recebido a quantia de 15 mil reais e uma ligação de uma mulher de São Gabriel (`GABI` tem domicílio na cidade), ajustando com ele a morte do menino, dizendo ainda onde o menino se encontrava (na localidade de lava pés). Em continuação, `GABI` ainda relatou que pegou seu veículo Santana, e de posse de um cabo de machado, foi até a localidade já mencionada e lá encontrou o menino matando-o, com golpes de cabo de machado, colocando o corpo dentro do seu carro e desovando no açude. Ainda informou que a senhora que solicitou a Brigada, juntamente com uma mulher de nome `Fátima` e um tal de `Pingo`, teriam arquitetado a morte do menino.", diz a ocorrência.

Delegado afirma que versão é falsa

Ainda na tarde deste domingo, 04, o site Caderno 7, de São Gabriel, conversou com o Delegado José Soares Bastos, o qual desmentiu a versão do preso. "O delegado de Polícia Civil de São Gabriel, José Soares Bastos, informou há pouco que foi tomado neste domingo (4) o depoimento do homem preso em Santa Maria que teria afirmado ser o suposto autor da morte de Gabriel Marques Cavalheiro, 18 anos. O delegado afirmou que o depoimento do suspeito "não condiz com a verdade dos fatos", confirmando falsa afirmação como era suspeitado. Mais detalhes não foram informados para não interferir nas investigações", destacou o jornalista Marcelo Ribeiro, de São Gabriel, após contato com a autoridade policial.

Indiciamento

Três policiais, um sargento e dois soldados, estão presos e foram indiciados pela Polícia Civil, na quinta-feira, 1, por homicídio triplamente qualificado, nas qualificadoras de motivo fútil, emprego de tortura e utilização por parte dos PMs de recurso que impossibilitou a defesa da vítima. O resultado do inquérito foi anunciado nesta quinta-feira (1º), em coletiva no Palácio da Polícia, em Porto Alegre.

A Polícia Civil destacou ainda que pretende fazer, com o Instituto-Geral de Perícias (IGP), a reprodução simulada dos fatos. Os policiais, identificados como o sargento Arleu Júnior Cardoso Jacobsen e os soldados Cléber Renato Ramos de Lima e Raul Veras Pedroso seguem presos no Presídio Militar de Porto Alegre. O inquérito agora deve ser remetido ao Ministério Público, que também acompanha e investiga o caso. LEIA AQUI a notícia completa sobre o indiciamento.

O Crime

Gabriel Marques Cavalheiro, 18 anos, foi abordado no final da noite de 12 de agosto pelos policiais, após eles serem acionados via 190 por uma mulher que alegou que o mesmo estaria tentando entrar em sua residência na Rua 7 de Setembro, no Bairro Independência. Ele estaria embriagado e veio a se perder da casa do seu tio, onde ele estava residindo há quinze dias para prestar exames de alistamento ao Exército Brasileiro, visto que residia em Guaíba. 

Após ser levado na viatura pelos PMs, ele não foi mais visto. Uma semana depois, em 19 de agosto, o corpo dele foi encontrado a dois quilômetros de onde ele foi abordado, dentro de um açude no Lavapé. Os policiais tinham registrado em ocorrência que revistaram Gabriel e o liberaram, o que se comprovou não ser verdade pois a família afirma que ele não conhecia a cidade. 

No Inquérito Policial Militar (IPM), eles admitiram ter levado o jovem para a localidade, sob a alegação de que "queria encontrar familiares", o que também foi negado. Os policiais negaram nos depoimentos ter feito algo com o jovem, o que foi contradito pelos laudos apresentados. Na segunda, 29 de agosto, o laudo da necropsia apontou que Gabriel morreu em decorrência de hemorragia interna causada por golpes de objeto contundente, o que de acordo com o IPM da Brigada Militar, teria sido pelas agressões.

Nesta quinta, o Jornal do Almoço, da RBS TV, revelou que além de vestígios de sangue na viatura usada pelos policiais militares na noite do crime, mais uma viatura apresentou estes vestígios e que pode ser a usada por volta das 3h42 na região. LEIA AQUI a matéria completa.
 


Edição do Blog com inclusão de informações e fotos do site Caderno 7.

APP de Mobilidade Urbana 287 Driver

APP de Mobilidade Urbana 287 Driver

Siga o Blog no Facebook!

Rádio Nova Pauta

NPExpresso: Portal de Notícias e Jornal Impresso!

Ribeiro Filho Advocacia e Consultoria

Ribeiro Filho Advocacia e Consultoria
AGORA EM NOVO ENDEREÇO!

CLICK ACESSÓRIOS em Santiago!

Especialista em Direito de Família!

Giraffas Santiago

Eletroos Engenharia e Energia Solar!

Damian Center Lar

Compre no Damian sem sair de casa!

Restaurante Cantina Damian!

Designer Gráfico Grabriel Bueno

Rotero Produtora: Fotografia e Vídeo!

Rotero Produtora: Fotografia e Vídeo!

Darlan Ferrari Fotografia

Darlan Ferrari Fotografia

A melhor sonorização de Santiago e região!

A melhor sonorização de Santiago e região!
Fone/Whats (55) 9.9664-4188

Florybal Santiago

Florybal Santiago

Clínica Life!

Clínica Life!

Coloproctologia e Colonoscopia em Santiago!

Coloproctologia e Colonoscopia em Santiago!

A Top Car agora é PAMPEIRO!

3e Gestão de Pessoas

Culinária Japonesa em Santiago

Culinária Japonesa em Santiago
Cardápio disponível ao CLICAR NO ANÚNCIO!

Delícias santiaguenses: Pão de Forma!

Delícias santiaguenses: Pão de Forma!

Xeque Mate Monitoramento e Segurança

Xeque Mate Monitoramento e Segurança

Mais Lidos da semana

Mais lidas nos últimos 30 dias